Marisa Costa

Saber sonhar é saber viver!

Meu Diário
23/11/2020 09h15
Na cama, com um homem de Vênus...

 

Na cama, com um homem de Vênus...

 

"Amar um homem sagrado é morrer mil vezes numa mesma noite

Ele, não te beija

Ele te consome e te afoga

Dos lábios que te cobrem feito Tsunami

Ele, não passa a mão

Ele te desvela nas minúcias

Segredos , que ate você jamais imaginou guardar

Ele,  não te olha

Ele te atravessa feito flecha de ouro incandescente e certeira

Ele, não te cheira

Ele se embriaga na essência que

você deixa escapar ...dama da noite

Ele não te morde

Ele te devora toda até que você se

Sinta plenamente saciada

Ele, não te come

Ele te preenche com uma magia que

Te vira do avesso e te faz desmoronar

ali mesmo

Ele não te subestima

Ele escal teu corpo serpenteando

Feito cobra-coral

Ele não te faz gemer

Ele arranca de ti o uivo da loba

Sedenta

Ele, não te seduz

Ele te conquista do vale até seus

remotos picos

Ele, não brinca com teus sentimentos

Ele abre seu coração feito um

tarô e lê toda a sua alma com olhos de mago

Ele, não te machuca

Ele te aperta feito jibóia num abraço

que te mói e macera, até que suas couraças estilhacem

Ele, não te ursupa

Ele te enlaça feito fina seda, e te navega num manto de prata

Ele, não te excita

Ele te faz entrar em enrupçao por

Todos os poros até você se derreter em lava

Ele, não te lambe

Ele te saboreia com todos os sentidos até que a quintessência

Escorra pelo canto da boca

Ele te bebe inteira, brinda sua seiva e se nutre do teu rubor

Ele, esse homem,

Ele te penetra toda até que você transborde aquela uma gota de luz

que lava qualquer injúria

 

Ele não te ama

Ele revela a ti mesma, todo o amor que sempre esteve ai

Da forma mais lúbrica e misteriosa

 

Porque, quando esse homem tira sua roupa

Ele tira também sua alma do lugar

E a coloca bem onde ela deveria estar

No teu altar consagrado ao prazer de viver

 

Ele não goza em você

Ele te jorra um banho de luz do qual você jamais poderá se apagar

Seu fogo não é de palha

Ele derrete todo o seu ouro

E te forja na chama que e alastra por toda a eternidade

 

Atraia esse homem , e desse fogo violeta jamais acordará a mesma

Transa em transe...

Fazer amor com ele, não é bem fazer amor

Mas sentir cada cédula do teu corpo vibrando

Voluptuosmente em comunhão

 

Se for amá-lo, esteja preparada

A morte é certa, e o extase...

Imperecível feito Fênix...

Cada noite , uma morte doce e ardentemente suculenta

Um corpo cheio, pra entrar na Força

E jamais duvidar, de como é bom Renascer

Em Sagrada União."

 

(Texto por Felipe Sucupira)

 

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Marisa Costa em 23/11/2020 às 09h15
 
03/10/2020 11h57
...E não foi cruel...

 

 

...E não foi cruel...

 

“A morte nos rodeia sempre

Se você treinar seu coração da forma certa

Dia e noite

De manha e à noite

Poderá viver como se seu corpo

Estivesse morto

Tivesse morrido

E terá liberdade na sua vida,

E terá mais liberdade

Sua vida interior sera livre de culpa

E terá escrito em seu caminho

”tomou uma decisão certa

E não foi cruel”...


Publicado por Marisa Costa em 03/10/2020 às 11h57
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
18/09/2020 12h38
Sem Pecados...

 

Cartas...Sem Pecados...

 

Não o olhei com pecados.

Mas o teu cheiro arde em minhas entranhas como se tivesse sempre estado em meu peito.

Bebo tua companhia em doses embriagantes. Nas palavras loucas, nos sentidos loucos vindos do coração.

Manhãs, e a gente se visita. Saudades se gastam. Silenciosa, ruidosamente, de bobeira mesmo. Rindo, sorvendo um do outro, alegrias, angústias, confidências , bebemos o melhor de cada um.

A invisibilidade excita. Vai  além.  O céu vem a terra

Sem hora para acabar, sem prazo de validade, portas se abrem,  a intimidade de pele exposta languidamente... seilá eu quê isso... entre beijos profundos, toques profanos, confundida, me revelo...

Prazeroso imaginar: somos tudo, somos um...transcendentes, somos o que a gente quiser...

Mas, não é tao simples assim...

Intimidade de corpo não abre a intimidade de pele, de alma.

Mas o estar ali, dentro, escancara portas, todas,  onde apenas a sensibilidade de quem ouve é capaz de sentir uma mulher... Acaricia-me a imaginação esse cuidado. O fazer-me sentir sobrenatural...

Por alguns instantes ser a mulher frágil e delicada. Necessito ser mesmo. Fechar os olhos sem me importar com fim, só deixar-me arrebatar por teus carinhos, o limite tua boca ávida de todas as minhas chuvas, idem eu das tuas...

Pro tempo, quem liga?...

Pode ser tênue a teia que nos adorna,  individualiza, o fazer amor divino,  descomunal...

Enquanto durar, que amor e prazer sejam o início e o fim o de se viver feliz ...

 

https://www.youtube.com/watch?v=csVPkiFhQiw

 

 

 

 

 

 

 


Publicado por Marisa Costa em 18/09/2020 às 12h38
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
 
23/08/2020 13h22
Sincronicidade ...Poema de Rishima ao Sagrado Masculino

 

"Eu acredito em homens sensíveis e gentis.

Eu acredito nos homens místicos que acreditam em si mesmos.

Eu acredito em homens que buscam a temperança e a paz dentro deles.

Eu acredito em homens poetas, sonhadores, mágicos, escritores, alquimistas, artistas, professores e anjos.

Eu acredito em homens que gostam de dançar e cantar e fazer da vida uma celebração.

Eu acredito em homens que abraçam sua criança interior ferida, escutem e abraçem a verdade.

Eu acredito em homens que querem curar e ajudar os outros a se curarem.

Eu acredito em homens que se recusam a ser escravos de sua própria ferida e que, apesar da dor, eles a limpam e a curam pacientemente, com amor e coragem.

Eu acredito em homens que vêm das estrelas e se lembram do poder de suas asas, do poder de suas mãos e do poder de seus corações.

Eu acredito em homens que conhecem a intuição e a usam como sua bússola.

Eu acredito em homens que compartilham a liberdade porque são livres e não conhecem outro jeito de viver.

Acredito nos homens protetores da energia feminina, que sabem ler o olhar de sua amada e que não pretendem mudá-la, simplesmente acompanhá-la sabiamente em seu voo.

Eu acredito em homens completos que não precisam de nada de fora porque eles já sabem que tudo está dentro.

Eu acredito em homens que fazem fogo quando estão com frio, que se refugiam na água quando estão com sede.

Eu acredito em homens com olhos sinceros que eles vêem a si mesmos e é por isso que eles amam e respeitam todas as criaturas que existem na Terra.

Eu acredito nos homens, perfeitamente imperfeitos, porque é nessa imperfeição que eles também encontram sua beleza.

Eu acredito em homens sensíveis que sabem como receber e dar amor em equilíbrio, que escutam e que também falam, aqueles que vivem e os deixam viver.

Eu acredito em homens que vivem a sexualidade como sagrada, porque eles sabem que é um presente maravilhoso.

Eu acredito em homens com sentimentos claros, que são acessíveis.

Eu acredito em homens que andam descalços e falam com as plantas.

Eu acredito nos homens tenros e selvagens ao mesmo tempo.

Eu acredito no homem sagrado e em toda a divindade que eles têm".

Poema de Rishima ao Sagrado Masculino

 

Tão belo poema...

Será, homem assim, tão lindo, exista? 

Quiçá!

 

https://www.youtube.com/watch?v=YHEZAzntgK8

 

 


Publicado por Marisa Costa em 23/08/2020 às 13h22
 
15/08/2020 23h23
Eu não me importaria...

 

 

“Eu não me importaria

De dividir um colchão com você

Dar meu cabelo pra de nós tu encher

E me afogar no teu corpo metido a travesseiro

Não contestaria um pedido de carinho teu

Café mais amargo, tua toalha jogada no quarto

Nenhum traço do que é teu

Meu jeito rima com o teu

O tom de noite da tua pele me contrasta

Teu toque até me aprendeu

Em ti fiz minha casa

Meu bem tu tem minha saudade

Minha verdade, minhas canções

Então me deixa ser

Mais de ti ter

Mais de ti que já sou

que me deu"

 

Desconheço a autoria 


Publicado por Marisa Costa em 15/08/2020 às 23h23



Página 1 de 31 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras