Marisa Costa

Saber sonhar é saber viver!

Textos


Ais...
 
Ao sul de nenhum norte, uma tarde...
Quietinha pensando na vida, corpo arrepia, coração acelera, boca seca quando, de repente, um braço quente ousa me fazer sonhar penhascos.

Um segundo, o tempo para. 
De convulsões emocionais possuída, rio corre dentro de mim – sou flor cercada por raios.
Divertida, penso: "carinhos, se quiseres, te darei"...

Mais tardes noites assim e, de embriaguez crepuscular fartar-me-ia...
Pecado não é querer que seu perfume intensifique o amor.
Que seja eterna  a fantasia que gruda no corpo.
À loucura que o possui quando carinho, qual preces de amor, fá-lo queimar no ais do querer bem.

Música: Rival-Palmera La Marimba (Enrique Chias)


https://www.youtube.com/watch?v=Kj23b5SlHCM&list=RDKj23b5SlHCM#t=18

(*) Imagem> Google

****************************************
I
nteração maravilhosa, poeta Nogam:
"
Esse fluído quente nas minhas veias também passou
 Arrepios subiram pela espinha sem saber o porquê
 Meu coração bateu mais forte e num relance acordou
 Olho vejo semblante lindo na minha direção era você
Corpos sem palavras e sem nada dizer se entrelaçaram
Com efusivas carícias e com muita ternuram se amaram".


 
Marisa Costa
Enviado por Marisa Costa em 07/07/2017
Alterado em 14/07/2017

Música: RIVAL PALMERA LA MARIMBA Enrique Chia - Desconhecido

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras